segunda-feira, 6 de agosto de 2012

The People vs. Larry Flynt (1996) Dir. Milos Forman



O Povo Contra Larry Flynt (1996)
Um Filme de Milos Forman 


"Vagina tem tanta personalidade quanto um rosto. Por isso é importante mostrar seus detalhes." (Larry Flynt)



Imoral, pervertido ou louco. Quem é Larry Flynt? Fazendo alguns retrospectos rumo aos anos 90 como vocês podem perceber nas postagens anteriores (e nas futuras), resolvi dar um play em “O Povo Contra Larry Flynt”. Obra biográfica que narra exatamente à história do Sr. Lawrence Claxton "Larry" Flynt, Jr. e suas excentricidades frente à direção da revista Hustler no inicio da década de 70. O filme foi dirigido por Milos Forman, pai do clássico "Um Estranho no Ninho (1975)", e conta com grande elenco.

Larry Flynt nasceu nos confins de Kentucky (EUA) e ficou mundialmente conhecido por suas publicações explícitas na revista Hustler. As fotografias continham closes genitais, posições sexuais diversas, sexo multirracial e vários outros “atributos” que são tabus sociais. Porém, não foi à nudez explicita que deu inicio aos diversos escândalos em sua vida, mas sim a sua audácia em desafiar certos setores da sociedade que acarretou em memoráveis batalhas judiciais. O filme narra todas as excentricidade, sexuais e jurídicas, contidas na vida de Larry Flynt ao lado da sua esposa, amante e co-produtora da revista Hustler, Althea Flynt.


A HISTÓRIA DE LARRY FLYNT


Tudo começa em 1953 quando o jovem Larry, com aos seus dez anos de idade, ganha à vida vendendo aguardente caseira em Kentucky. Ele percebe que tem muita criatividade e audácia para com os negócios e que seu futuro não pertence daquela vida miserável do interior.  Apartir desde pequeno insight a narrativa do filme da um salto direto para os anos 70. Vinte anos depois, Larry Flynt (Woody Harrelson) e seu irmão Jimmy (Brett Harrelson) são administradores da boate Hustler Go-Go em Cincinnati. Ao contrário de seu irmão, Larry percebe que precisa aguçar o desejo de novos clientes ao local.

Woody Harrelson e Brett Harrelson
Como forma de melhorar os lucros, Flynt decide publicar panfletos com fotos das mulheres que se apresentam na boate. Ao contrário do que existia na época, ele não queria produzir uma nova playboy, pois acreditava que tais as revistas não atendiam as necessidades do seu público alvo, afinal nenhum homem comprava uma revista adulta para simplesmente ler artigos sobre vinhos e barcos. Tudo isso não passava de baboseira.


Foi então que surgiu o conceito da revista Hustler. A primeira publicação foi impressa em julho de 1974.  O título original era “The Hustler for Today's Man” que na verdade não passava de um folhetim chamariz para o strip club. Na época o editor executivo, Mike Foldes, ajudou a conceber a revista e ainda escreveu inúmeros editoriais para Flynt. No entanto, bem antes de todas essas conclusões, Larry queria quebrar certos conceitos pré-concebitos pela pornôgrafia atual. Ele determinou que nenhuma fotografia deveria ser sutil e que era imprescindível o registro da genitália de suas modelos. Era exigido a todo fotógrafo que tivesse um olhar mais explicito sobre aquilo que é comum a toda mulher e desejado por todos os homens.


Um dos vários diálogos engraçados do filme ocorre no primeiro ensaio, para primeira edição, quando o fotógrafo se recusa a registrar a modelo com as pernas tão abertas pois considera tal ato muito imoral aos princípios religiosos. Então Larry Flynt pergunta ao fotógrafo se ele acredita em Deus, o mesmo afirma que “sim”, Flynt então enfatiza: “Então, o mesmo Deus que você acredita é o mesmo Deus criou a vagina da mulher. E quem é você para desafiar Deus? Fotografe-a!”


AS POLÊMICAS DA REVISTA HUSTLER

Por mais engraçado que pareça a citação acima, a  Hustler foi à primeira revista norte-americana a mostrar pêlos pubianos. Logo Bob Guccione, criador da Penthouse, seguiu os mesmos passos. O que impeliu a Hustler a exibir sua primeira modelo com os pêlos pubianos depilados. Porém Flynt chutou o balde na edição de julho de 1976, quando mostrou pêlos pubianos na capa.
Capa que gerou polêmica ao mostrar os pêlos pubianos
A Hustler foi responsável por quebrar vários tabus sociais devido à criatividade explicita de Larry Flynt. Porém não acredito que somente a sua imaginação fálica seja responsável por todos os escândalos que o promoveu, mesmo de forma negativa. Com certeza as razões que deram ínicio maioria dos impasses judiciais em sua vida foram devido a  uma visão política esquerdista sobre a economia. O que se distinguia e muito das outras revistas pornográficas, que adotaram idéias liberais sobre liberdade de expressão e questões moralistas, se mantendo conservadoras, libertárias, ou neutras em outros assuntos como economia. Flynt e a Hustler são notados por terem uma perspective mais populista e da classe trabalhadora que Playboy e Penthouse.


VOLTANDO PARA O FILME


Mas voltando aos primórdios do filme. A primeira publicação como havia planejado foi um fiasco, vários distribuidores devolveram as edições. Mais uma edição sem êxito Larry Flynt estaria falido. Seu grande trunfo foi quando um paparazzo fotografou Jackie Onassis, esposa do presidente John F. Kennedy, nua em uma ilha grega. As fotos levaram a desconhecida Hustler a marca de milhões, tornado o Sr. Larry Flynt o novo milionário da America.


 Milionário e insanamente feliz ele decide se casar com a sua amante favorita,  stripper e bissexual Althea Leasure. Althea  é interpretada com maestria pela atriz e cantora Courtney Love. Milionários e com muitas idéias ambos produziram as edições mais explicitas para a década de 70. A cada edição era seguida de um processo judicial. 

Courtney recebeu a indicação de melhor atriz dramática e melhor atriz coadjuvante com esse papel.

Courtney Love
Diante de inumeros processos Larry Flynt ficou conhecido por desafiar juízes, pastores, políticos e instituições (religiosas ou não) que tivessem uma visão moralista perante as suas publicações. Uma das infâmias mais clássicas foi quando Larry foi obrigado a depôr sobre a origem de certas filmagens que denunciavam o FBI no envolvimento de tráfico de drogas. Larry além de contar uma história absurda foi vestido com a bandeira dos EUA em forma de fraldas. O que lhe rendeu um tempo na clinica psiquiátrica.

Muitos desses escândalos provavelmente foram motivos para o atentado a morte que ele e seu advogado, Alan Isaacman, sofreram em 1978. O advogado de Larry Fynt é interpretado pelo talentoso Edward Norton.


Após a morte de sua esposa Larry Flynt deixou a direção da revista Hustler. Muitas de suas atividades foram pura insanidade de seu ego genioso. Mas em relação à imoralidade em si, considero atualmente tudo muito mais hipócrita do que anos atrás. Se o sexo e o desejo sexual, que é algo natural do extinto de preservação da espécie, fosse visto com menos moralismo e hipocrisia religiosa. Com certeza não haveria tanta exploração de seus princípios, não existiria em quantidade excessiva tanta depravação sexual. E com certeza não haveria tanta cobrança sexual, seriamos sinceramente mais humanos e menos bestialmente pervertidos. Com tanta censura nunca foi tão fácil ter acesso a pornografia. Larry Flynt foi em sagacidade que atualmente o francês Pierre Woodman explora, a curiosidade e a intensidade do prazer.


A BELEZA DE ALTHEA LEASURE


Quando me interesso por algo, seja o assunto mais idiota do mundo ou de complexidade reflexiva, independente da ambivalência do tema, vou até o fundo. Não foi diferente com a figura de Althea Leasure.

Courtney Love  com Althea Leasure

Apesar de exoticamente sexual e desejável em sua atuação, não considero Courtney Love uma beldade máxima. Foi então que me questionei “Qual é a verdadeira beleza de Althea Leasure?”. Afinal, antes de ser co-produtora da revista Hustler ao lado de Flynt, Althea posou para muitas edições. E diante de tantas mulheres, por que ela era a amante preferida de Larry. Foi então que dei uma pesquisa. É claro que não podemos fazer um paralelo ao conceito estético de beleza da atualidade, mas ela tinha uma beleza chamativa.

A verdadeira Althea Leasure
Althea morreu aos 33 anos em 27 de Junho de 1987. Ela já carregava consigo os reflexos do HIV e também anos como dependente de drogas. Para quem curte curiosidade bizarra, as duas fotos aqui disponíveis foram encontradas em dois links singulares. Um deles é o blog espanhol “Bonito Cadáver - La web de los que murieron jóvenes” [link]. O autor do blog reúne um apanhado de fotos e histórias de celebridades que morreram jovens. Fique tranqüilo não há fatos dos cadáveres pós-morte. E o outro link é “Althea Flynt tumblr” [Link] que reúne fotos da própria em “expressões explicitas” e também cenas do filme.

Concluindo. Para quem gosta de grandes atuações e é entusiasta pelo tema “O Povo Contra Larry Flynt” é uma ótima pedida. Eu recomendo!

FICHA TÉCNICA

Título original: The People vs. Larry Flynt
Direção: Milos Forman
Gênero: Biografia/ Drama
Origem: EUA/ Canadá
Ano: 1996
Atores: Woody Harrelson, Courtney Love, Edward Norton, Brett Harrelson, James Cromwell
Nota: 80/100

TRAILER

Veja o trailer no youtube - AQUI

DOWNLOAD

Torrent + Legenda em português (OPCLF.rar)


AVISO: Se você curtiu ter achado o filme que tanto procura e ainda curtiu ter uma análise bacana sobre o mesmo, lembre-se. Quando baixar o torrent, não o delete de imediato, deixe compartilhando para que outros tenha a mesma satisfação que você. E comente o artigo, seja aqui ou na página no facebook [Link]. A generosidade agradece. 

4 comentários:

CDX, ainda omisso disse...

Esse filme é massa! Grande post!

DOMENIUM disse...

CDX

Valeu pelo comentário CDX

Anônimo disse...

o torrent não está aí, só um arquivo exe, que se vc modifica para .rar tem uma legenda corrompida dentro

DOMENIUM disse...

Tanto o torret quando a legenda estão sem nenhum problema. Verifique o programa que você utiliza para descompactar os arquivos. Instale o Winrar, recomendavel